O Ivo traiu quem?

I’ve tried do reach you all day long with no success to discuss important issues. Let’s have a working lunch tomorrow at noon. Don’t miss it!”. Ou algo por aí, mais ou menos assim, faz tanto tempo, foi em meados dos anos 80.

Este foi o memorando interno que o novo Gerente Geral da McCann-SP, Raymond Krivicky, um americano de ascendência ucraniana, enviou para o Erazê Martinho, redator do Grupo Chevrolet. Foi com cópia pra meio mundo na agência, inclusive pra mim, Diretor de Criação e chefe do Erazê. Entendi o recado: o novo Gerente Geral estava puto com o Erazê, que não falava uma palavra em Inglês, se bem que eu sabia que o Erazê falava Inglês sim, mas se negava.
Continuar lendo “O Ivo traiu quem?”(…)